domingo, 25 de setembro de 2016

TORRES VEDRAS - Março 2014

Localizado na Região Oeste, o território de Torres Vedras é povoado pelo homem desde os tempos mais remotos. Por aqui passaram comunidades de caçadores colectores, agricultores, metalúrgicos e, mais tarde, gregos e romanos.
O primitivo nome do lugar esconde-se no mais profundo mistério, parecendo identificar-se com Chretina. Mas qualquer que tenha sido a data de fixação do nome Turres Veteras, este lembra as torres velhas, da sua primitiva fortificação, provavelmente construída ainda no período romano.
D. Afonso Henriques tomou-a após 1147, tendo permanecido, até então, sob o domínio islâmico. Todavia, só em 15 de Agosto de 1250, D. Afonso, terceiro do nome, cognominado de o bolonhês, doou aos homens e vassalos de Torres Vedras carta de Foral. O crescimento da vila fazia-se sentir já em finais do século XIII, tendo recebido do rei lavrador carta de feira, em 1293.
Aqui, reuniu Conselho Régio D. João I, em 1414, tendo então decidido conquistar Ceuta.

A partir de 1809, Torres Vedras ofereceria o seu nome ao maior sistema defensivo da história, com defesa efectiva, construído para defrontar as tropas de Napoleão e que seria o baluarte de defesa da capital: as Linhas de Torres Vedras.


































Sem comentários:

Publicar um comentário