domingo, 9 de outubro de 2016

ALEGRETE - Outubro 2015

Há vestígios de povoamento da zona que remontam ao paleolítico..
Embora só se conheça documentação escrita relativa a Alegrete a partir do período da Reconquista Cristã, crê-se que durante a primeira metade do século V, a vila tenha sido devastada pelos Vândalos, devastação essa que só terminou com os Alanos, responsáveis pelo repovoamento e reedificação da mesma.
No século VIII, Alegrete foi conquistada e ocupada pelos Mouros, que só a abandonariam em 1160.
Alegrete acabou por ser formalmente incorporada na coroa portuguesa, em 1267, mediante o Tratado de Badajoz, celebrado entre D. Afonso III e D. Afonso X de Castela.
D. Afonso III (1248-1279), ao encontrar esta vila bastante dizimada pelas sucessivas batalhas que nela se tinham travado, iniciou um processo de reconstrução, que visava a sua reedificação.
O seu sucessor, D. Dinis (1279-1325), continuou o trabalho de reconstrução e repovoamento de Alegrete. Em 1319, elevou Alegrete à categoria de vila, outorgando-lhe um foral em 1319, mandou edificar o castelo, a sua muralha envolvente, e uma torre de menagem.
Durante os séculos seguintes, Alegrete e o seu castelo, foi sujeito a inúmeros ataques. Na segunda metade do século XIV, os habitantes de Alegrete aderiram à causa do Mestre de Avis, participando na guerra travada entre este e D. João I de Castela.
Em 1475, durante o reinado de D. Afonso V, o castelhano Afonso Monroy conquistou a vila, tendo a mesma sido retomada dois anos mais tarde pelo então príncipe D. João, futuro D. João II.
Já no período da Guerra da Restauração (1640-1668), a povoação de Alegrete voltou a estar no centro das atenções, disponibilizando o seu castelo para a defesa do reino.
Em 1704, durante o reinado de D. Pedro II, Filipe V de Espanha sitiou Alegrete com um poderoso exército no decurso da Guerra da Sucessão Espanhola.
Em 1795-97, a França e a Espanha iniciaram negociações no sentido de invadir e conquistar Portugal. Declarada a guerra que ficaria conhecida como Guerra das Laranjas em 1801, Gomes Freire de Andrade estabeleceu em Alegrete um número considerável de tropas que, por nunca ser utilizado, ficou conhecido ironicamente como "Os Laranjas".

Em 7 de Dezembro de 1826, durante a guerra civil que opôs liberais e absolutistas, é em Alegrete que as forças dirigidas pelo Conde de Vila Flor derrotam as forças que se dirigiam para Vila Viçosa, sob o comando do brigadeiro Magessy.
































Sem comentários:

Publicar um comentário